sexta-feira, 3 de março de 2017

Viagem de Carnaval a Boa Vista - RR

Apesar de morar em Manaus-AM a 810 km de Boa Vista-RR, somente agora fomos conhecer a capital Roraimense, talvez pelo fato de ser de fácil acesso já que da para ir de carro sempre fomos deixando para conhecer no próximo feriado.

Achar um relato de viagens feito sobre Boa Vista-RR e seus arredores é coisa rara de achar, geralmente a cidade é ponto de passagem para quem vai ao Monte Roraima ou para a Venezuela.
   
Todos os que souberam que iríamos a Roraima faziam a mesma pergunta: “O que vocês vão fazer la?” E demos a mesma resposta: “Vamos conhecer”. Claro, a capital em si é limitada em pontos turísticos, no entanto os arredores para quem tem tempo revela muitas surpresas.

25/02/2017

Manaus-AM / Presidente-AM

Saímos de Manaus-AM as 6:10 hs, a estrada nesse trecho de 108 km está perfeita, chegamos em Presidente Figueiredo-AM as 7:20 hs para tomar um café e ir ao banheiro, tudo muito bem planejado, enquanto uns pediam a comida outros iam ao banheiro, infelizmente o despreparo do restaurante local em receber uma grande quantidade de clientes no feriado de Carnaval fez com que a gente só saísse de Presidente Figueiredo-AM as 8:20 hs ou seja uma hora depois, sendo que nosso planejamento era de 30 minutos.


Aconselho a levarem algo para irem comendo no carro no lugar de ficar esperando o café da manhã, você economiza uma hora e meia de viagem aproximadamente.

Presidente-AM / Reserva Waimiri – Atoari

Segundo o Google Maps (onde fiz minhas pesquisas) são aproximadamente 101 km, a estrada está muito boa, tem que se ter cuidado com alguns curvas acentuadas, fizemos o trecho em aproximadamente uma hora.

Alguns km antes de entrar da reserva existe um posto de gasolina, como ainda tínhamos bastante combustível e já tínhamos ido ao banheiro em Presidente Figueiredo-AM, resolvemos passar direto.

Aqui vou dar talvez a segunda dica mais importante desse dia, se você estiver fazendo essa viagem em um feriadão, complete o tanque do carro antes de entrar na reserva, acho que todo mundo decidiu abastecer o carro depois da reserva e acabamos enfrentando uma fila de uns 25 minutos.

 Reserva Waimiri-Atroari

Quando fizemos essa viagem não existia nenhuma fiscalização ou orientação na entrada, simplesmente passamos direto, na metade da reserva existe uma fiscalização eletrônica.


A Reserva Waimiri-Atroari foi criada em 1987 com um território de 2.585.911 hectares depois de muitos conflitos e mortes entre brancos é índios, a verdade é que a historia da construção da BR-174 é bem triste.

Com o surto de desenvolvimento industrial no Brasil e com a estratégia militar de povoar o norte do país, o governo brasileiro (regime militar) decidiu construir à estrada BR-174 para ter acesso a área mineradora de Pitinga e a região onde seria construída a hidrelétrica de Balbina que abasteceria a Zona Franca de Manaus/AM.


Infelizmente esse período da nossa história é marcado por inúmeros massacres, e com a construção da BR-174 não foi diferente, pois a estrada passaria por dentro de terras indígenas que não tiveram suas opiniões consultadas sobre a construção da BR, gerando grandes conflitos entre militares e os índios Waimirus-atoaris, sua população era estimada em mais de 6.000 pessoas, em 1974 acreditasse que eles eram menos de 500.

A rodovia é fechada diariamente entre as 18:30 hs e as 6:00 hs do dia seguinte. É recomendável não parar dentro da reserva, pois o seu traçado é ocupado animais selvagens e por índios locais.

Também é dentro da reserva é quem fica a divisória entre os estados do Amazonas e Roraima.


Reserva Waimiri-Atroari / Jundiaí-RR

Em Jundiaí-RR paramos para abastecer e ir ao banheiro, como eu disse anteriormente enfrentamos uns 25 minutos de filha para completar o tanque debaixo de muita chuva.


Jundiaí-RR / Rorainopolis-RR

De Jundiaí-RR a Rorainopolis-RR são aproximadamente 139 km de estrada boa, aproveitamos para almoçar, abastecer e ir ao banheiro. 


Rorainopolis-RR / Caracaraí-RR

De Rorainopolis-RR a Caracaraí-RR são aproximadamente 158 km, a estrada passa por fora da cidade, dizem que ai é realizado o melhor carnaval de Roraima.

No município fica localizado as Corredeira do Bem Querer de fácil acesso por estrada e o Parque Nacional Viruá que também a acessível de carro mas parece não ser muito explorado. 

Caracaraí-RR / Mucajaí-RR

De Caracaraí-RR a Mucajaí-RR são aproximadamente 86 km, a estrada passa por dentro da cidade que sem duvidas é a mais organizadas das que nos passamos até aquele momento no estado de Roraima.


Mucajaí-RR / Boa Vista-RR

Chegamos em Boa Vista-RR as 15:55 hs, nos hospedamos no hotel Marcejana diária R$ 90,00 para casal com café da manhã.


Logo na entrada percebemos logo que a cidade teve um crescimento planejado e possui uma limpesa e jardinagem muito boa.

Praça das Águas

Depois de descansarmos um pouco as 19:00 saímos para comer algo na Praça das Águas.


A Praça das Águas foi inaugurada no ano 2000 e tem esse nome, pois possui fonte de águas com tons de cor diferentes.


A praça abriga o Portal do Milênio com 16 metros de altura inaugurado na virada do século 20 para o século 21 que simboliza a passagem para uma nova época.


Como visitamos a cidade no Carnaval, a praça estava com as ruas laterais fechadas e com muitas barracas de comida, o ambiente da festa era bem familiar e bastante seguro, com policiamento para todo lado.


Na praça de alimentação pedimos um prato de carne de sol por R$ 15,00 que deu para duas pessoas.
 
26/02/2017

Lago do Robertinho

Tomamos café na pousada e saímos cedo para conhecer o Lago do Robertinho, já havia pesquisado muito sobre esse lugar e estava bastante ansioso para conhecer.

Para chegar ao lago basta percorre a BR-174 no sentido Pacaraima em 28km de asfalto, depois entre na primeira entrada a esquerda depois da ponte do Murupú e percorrer mais 22km de ramal por dentro do lavrado, o ramal é muito bom e bem sinalizado.    


Para conhecer o lago você paga R$ 15,00 por pessoa, no dia que visitamos o almoço foi no estilo Self servisse a R$ 49,00 o Kg.




O local ainda oferece passeios a cavalo, canoa e banana boat.


Nos dias de feriado é bom chegar cedo para pegar um lugar. Uma dica importante o sol em Roraima é bastante forte, porém a região é bastante ventilada por isso fica a sensação de que não esta muito quente e muitas pessoas acabam se queimando.


O lago com suas águas esverdeadas sem duvidas é lindo e bem estruturado, superou todas as minhas expectativas. 

Orla Taumanan

A noite saímos para conhecer a Orla Taumanan em Boa Vista-RR, o local é bem tranquilo, na noite que fomos não tinha nada funcionando, ficamos conversando por um bom tempo e depois voltamos para o hotel para descansar.


27/02/2017

Nesse dia decidimos ir conhecer a cidade de Lethem que fica na Guiana Inglesa pais vizinho que faz fronteira com o Brasil.


Por se tratar de uma outra cidade de um outro pais decidi criar um post mais detalhado e especifico para esse local, então se você quiser saber como foi a visita a Lethem clique aqui.

28/02/2017

Acordamos um pouco mais tarde, tomamos café no hotel e as 10 hs saímos para conhecer os pontos turísticos de Boa Vista-RR.

Monumento dos Pioneiros

A primeira parada foi no Monumento dos Pioneiros que fica bem em frente a Orla Taumanan. A obra foi construída em 1995 pelo artista plástico Luíz Canará que retrata as primeiras famílias que vieram para o Estado.



Orla Taumanan

Em seguida fomos a Orla Taumanan, como só havíamos conhecido durante a noite fomos fazer a visita durante o dia.


Assim como de noite, durante o dia não havia nada funcionando no local, ficamos novamente conversando bastante e lembrando das viagens que fazíamos quando íamos para a Venezuela.


Centro de Artesanato e Multicultural

Fica do lado da orla, mas infelizmente estava fechado, bem em frente fica o monumento do Tamanduá Bandeira.


As lojinhas de artesanato estavam todas fechadas exceto uma, acredito que com a crise na Venezuela muitos amazonenses deixaram de fazer essa viagem e isso acabou atingindo o turismo em Boa Vista-RR.

Igreja Nossa Senhora do Carmo do Rio Branco

A Igreja Matriz Nossa Senhora do Carmo foi construída em 1909 e foi o primeiro templo religioso de Boa Vista, segundo algumas pesquisas que fiz a igreja possui um estilo germânico.


Se tem ou não um estilo germânico não posso afirmar, o que posso dizer é que a igreja é bem ornamentada por fora, infelizmente ela estava fechada.

Zoológico do Batalhão do Forte São Joaquim

Nossa ideia inicial era conhecer os principais pontos turísticos de Boa Vista e depois ir para a Praia Grande, mas como o sol nesse dia estava muito forte e alguns de nos haviam queimado a pele no dia da visita do lago do Robertinho decidimos só ficar andando pela cidade mesmo.

Então decidimos ir conhecer o Zoológico do Batalhão do Forte São Joaquim.


O zoológico é bem simples, não vá ao local esperando muita coisa e a entrada é gratuita.


Centro Cultural do Forte de São Joaquim do Rio Branco

Fica no mesmo local do zoológico, mas infelizmente também estava fechado.

Praça do Centro Civico e Monumento aos garimpeiros

Está localizada bem no centro de Boa Vista, a praça é muito limpa, aliais vale ressaltar que a limpeza das ruas de Boa Vista impressiona bastante.

Tiramos algumas fotos e depois fomos almoçar.


Bosque dos Papagaios

Infelizmente esse foi mais um atrativo que se encontrava fechado nesse dia.

Parque Anauá

Para fechar as visitas aos pontos turísticos fomos fazer uma visita rápida ao Parque Anauá, como passamos por la umas 14:00 hs não tinha quase ninguém, me disseram que o melhor horário para visitar é no entardecer.


Como alguns pontos turísticos (Centro de Artesanato e Multicultural, C. C. do Forte e Bosque dos Papagaios) estavam fechados as 14:00 hs fechamos o nosso passeio e voltamos para o hotel pois mais tarde iriamos visitar alguns amigos.

As 17 hs fomos visitar alguns amigos e as 20 hs depois da visita fomos novamente a Praça das Águas.

Curtimos o carnaval e aproveitamos para comer um prato típico de Roraima, a paçoca de carne de sol. O prato é uma mistura de carne de sol desfiada com farinha de mandioca e normalmente é servida com uma banana.


01/03/2017

Acordamos cedo, deixamos nossas coisa no carro que já havíamos abastecido de gasolina no dia anterior e ficamos só esperando o café da manhã do hotel, as 7:30 hs saímos de Boa Vista-RR.

Na volta fizemos uma parada para tirar umas fotos no Marco da Linha do Equador.


Abastecemos em Rorainópolis-RR e almoçamos em Jundiaí-RR.



Como fizemos menos paradas conseguimos chegar em Manaus-AM as 16:00 hs, espero que tenham gostado e até a proxima.
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

3 comentários :

  1. Também fui pra Boa Vista nesse carnaval, mas preciso voltar para conhecer Tepequem, Uiramutã, Lethem e Venezuela. Quero muito conhecer a Gran Sabana, você já foi?
    Fiz um relato sobre Boa Vista: http://www.seguindoviagem.com/brasil/roraima/o-que-fazer-em-boa-vista-roraima/
    Obrigada,

    Dayana

    ResponderExcluir
  2. Também preciso conhecer o Tepequem, Uiramutã, Serra Grande, Lago Caracaranã.

    Fui na Gran Sabana a uns 10 anos atrás quando fui para margarita, mas so passei por não cheguei a explorar.

    Tem muita coisa para conhecer.

    ResponderExcluir
  3. Já fui em Boa Vista muito bom la mas como cheguei muito tarde la só conheço a Praça das aguas e voltei logo porque estava no sítio da tia da minha esposa que mora em Rorainópolis. Mas ainda pretendo explorar melhor por la.

    ResponderExcluir

Postagens populares

Tecnologia do Blogger.

Seguidores